Análise e monitoração de performance em um sistema operacional Linux

Neste último artigo sobre ferramentas de monitoração via linha de comando para sistemas operacionais Linux a aplicação abordada será o sysstat. O pacote sysstat contém o comando sar que exibe um relatório sobre o passado do uso de recursos do sistema, dessa forma você pode utilizá-lo para analisar um incidente que foi reportado em algumas horas ou dias atrás.

sysstat – coleta, reporta e salva informações de performance do sistema

Instalação (Ubuntu e derivados do Debian):

A alteração em /etc/default/sysstat é necessária pois no Ubuntu e outros sistemas derivados do Debian, o serviço não é ativado durante a instalação e consequentemente nenhuma informação será salva e exibida pelo comando sar.

Um usuário pode entrar em contato para reportar um incidente que aconteceu há algumas horas ou dias e o iotop, top, htop e atop – foram abordados na primeiro e segundo artigo sobre ferramentas de monitoração aqui no blog mariano.eng.br – não são úteis, pois só funcionam para monitoração em tempo real ou com visualização de coleta acumulada, pois ainda se restringem ao momento da execução do aplicativo.

Para resolver este problema você pode usar o sysstat que é um coletor de métricas sobre o uso de recursos do sistema operacional Linux e com isso exibe relatórios sobre CPU, memória, disco, swap e outras métricas. Por padrão o sysstat salva os dados a cada 10 minutos dentro de arquivos de texto. Cada arquivo armazena um dia de monitoração, no Ubuntu o log fica localizado em /var/log/sysstat/, mas por padrão o comando sar – que exibe os relatórios – exibe somente o dia corrente caso não seja especificado por parâmetro. Mas ainda é possível visualizar as métricas em tempo real.

Alguns exemplos de utilização do comando sar:

  • Visualização de uso de CPU de todos os processadores juntos:

  • Visualização de uso de CPU para cada processador/core de forma individual:

  • Relatório em uma data especifica. No exemplo 23 do mês corrente:

  • Com data especifica (dia 23) e exibição até 21:00 horas:

  • Com data específica (dia 23) e exibição com início às 21:00 horas

  • Relatório de operações de entrada e saída no disco. O comando sar utiliza a nomenclatura tps para IOPS.

  • Relatório de atividades para cada dispositivo de bloco:

  • Relatório de atividades de dispositivos de rede (algumas métricas exibidas – número de pacotes e número de kilobytes por segundo)

  • Relatório de atividades de dispositivos de rede (principalmente erros – pacotes mal formados, erros que ocorreram durante a transmissão, colisões, transmissão e recebimento de pacotes dropados).

  • Relatório de fila de processos e carga do sistema (load average)

  • Utilização de memória RAM:

  • Utilização de espaço na partição swap:

  • Relatório de estatísticas de operações da partição swap:

  • Informações exibidas em tempo real, digite o comando abaixo para que o relatório seja atualizada a cada 2 segundos por 10 vezes sobre o uso do processador.

Mais informações: man sar ou man sysstat

Cursos Online para Auditor de TI do TCU

Fernando Mariano

Formado em Engenharia de Computação e atua como Administrador de Sistemas há mais de 9 anos e desenvolve sua startup no mercado de concursos públicos chamada Enter Concursos.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. dezembro 27, 2013

    […] “O htop, iotop, top e atop são úteis para a monitoração de performance em tempo de execução por linha de comando. Conheça o sysstat para analisar o passado.” [referência: mariano.eng.br] […]

Deixe uma resposta